top of page
  • Foto do escritorHigor Barbosa

Novas Tendências de SEO: Navegando na Nova Política de Indexação do Google


Você sabe o que é SEO? SEO significa Search Engine Optimization, ou seja, Otimização para Mecanismos de Busca. É uma área que estuda e aplica técnicas para melhorar o posicionamento de um site nos resultados de pesquisa do Google e de outros buscadores.


O SEO é muito importante para quem tem um negócio online, pois pode ajudar a atrair mais visitantes, clientes e vendas para o seu site. Mas o SEO não é algo estático, que nunca muda. Pelo contrário, o SEO está sempre se adaptando às novidades e às exigências do mundo digital.


Recentemente, o Google anunciou uma mudança na sua política de indexação, que afeta a forma como ele seleciona e classifica as páginas da web. Essa mudança traz novos desafios e oportunidades para os profissionais de SEO, que precisam se atualizar e se preparar para as tendências que estão surgindo para 2024.


Neste artigo, vamos explicar o que é a nova política de indexação do Google, e quais são as principais tendências de SEO para 2024, e como elas podem impactar e beneficiar os lojistas do comércio eletrônico.


O que mudou na política de indexação do Google?

Para entender as tendências de SEO para 2024, é preciso entender primeiro o que mudou na política de indexação do Google, e como isso afeta a forma como o Googlebot, o robô que rastreia e indexa as páginas da web, interage com elas. A política de indexação do Google é o conjunto de regras e critérios que o Google usa para escolher quais páginas devem ser indexadas em seu mecanismo de busca, e como elas devem ser ranqueadas nos resultados de pesquisa.


Até pouco tempo atrás, o Google só indexava páginas que ele conseguia acessar e entender o seu conteúdo, ou seja, o texto, as imagens, os vídeos e outros elementos que compõem uma página. O Googlebot precisava ter acesso ao código-fonte ou ao HTML da página para poder analisar o seu conteúdo e o seu significado. Mas, em 2023, o Google mudou a sua política de indexação, e passou a indexar também páginas que ele não consegue acessar ou entender o seu conteúdo, mas que ele consegue identificar alguns metadados ou dados estruturados que descrevem a página.


Essa mudança na política de indexação do Google foi motivada por vários fatores, como:


- O aumento do uso de tecnologias web modernas, como JavaScript, CSS e AJAX, que podem dificultar ou impedir o acesso ou o entendimento do conteúdo de uma página pelo Googlebot.


- O crescimento do número de páginas que são geradas dinamicamente, como as páginas de e-commerce, que podem variar de acordo com o usuário, o dispositivo, o local, o horário e outros fatores.


- A necessidade de oferecer uma experiência de busca mais rápida, relevante e diversificada para os usuários, que podem procurar por diferentes tipos de informações, como notícias, imagens, vídeos, mapas, produtos, serviços e outros.


Tendências de SEO em 2024 e Impactos para os Lojistas:


1. Inteligência Artificial (IA)

A IA está se tornando cada vez mais predominante no SEO. As ferramentas de SEO baseadas em IA podem ajudar a otimizar o conteúdo, realizar pesquisas de palavras-chave e analisar o desempenho do SEO. Isso pode levar a uma maior eficiência e precisão na otimização de sites para mecanismos de busca.


Os lojistas podem se aproveitar da IA para criar conteúdo mais relevante e personalizado para seus clientes. Por exemplo, eles podem usar ferramentas de IA para gerar títulos, descrições, meta tags e outros elementos de SEO que sejam atraentes e adequados para o seu público-alvo. Eles também podem usar ferramentas de IA para monitorar o comportamento dos usuários em seu site, e ajustar o conteúdo de acordo com as preferências e necessidades dos clientes.


A IA também pode ajudar os lojistas a se adaptar à nova política de indexação do Google, que pode indexar páginas sem acesso ao seu conteúdo, e a Vurdere é um belo exemplo. Ao utilizar a inteligência artificial para gerar conteúdo estruturado, a Vurdere consegue melhorar a visibilidade e a classificação de seus produtos nos resultados de pesquisa


2. E-EAT (Expertise, Authority, Trust, Experience)

O Google agora considera a experiência do autor ou criador ao avaliar a qualidade do conteúdo. Isso significa que os lojistas precisam garantir que seu conteúdo seja criado por autores com experiência relevante. Isso pode melhorar a classificação de um site nos resultados de pesquisa e aumentar a confiança dos usuários no conteúdo do site.


Os lojistas podem demonstrar a sua experiência, autoridade e confiança (E-EAT) de várias formas. Por exemplo, eles podem incluir informações sobre o autor ou o criador do conteúdo, como o nome, a biografia, as credenciais e os contatos. Eles também podem fornecer provas da sua experiência, como certificados, diplomas, prêmios, reconhecimentos, depoimentos, avaliações e referências. Além disso, eles podem criar conteúdo que seja factual, preciso, atualizado e bem pesquisado, citando fontes confiáveis e relevantes.


A experiência do usuário (Experience) também é um fator importante para o E-EAT. Os lojistas precisam garantir que o seu site ofereça uma boa experiência para os usuários, tanto em termos de usabilidade, quanto de conteúdo. Isso pode envolver a melhoria do design, da navegação, da velocidade, da segurança e da acessibilidade do site. Também pode envolver a criação de conteúdo que seja útil, informativo, interessante e envolvente para os usuários.


3. Conteúdo direcionado ao público, não ao tráfego

O conteúdo deve ser criado com o público-alvo em mente, em vez de simplesmente tentar gerar tráfego. Isso pode envolver a criação de conteúdo que atenda às necessidades e interesses específicos de seus clientes. Isso pode levar a um maior engajamento do usuário e a uma maior conversão de visitantes em clientes.


Os lojistas podem criar conteúdo direcionado ao público, usando técnicas como a segmentação, a personalização e a otimização de conversão. Por exemplo, eles podem usar ferramentas de análise para identificar o perfil, o comportamento e as intenções de seus clientes. Eles também podem usar ferramentas de marketing para criar conteúdo que seja adaptado às preferências, aos objetivos e aos problemas de seus clientes. Além disso, eles podem usar ferramentas de teste para avaliar o desempenho do conteúdo e melhorar as taxas de conversão.


4. SEO para dispositivos móveis

Com a nova política de indexação do Google, é essencial que os sites sejam otimizados para dispositivos móveis. Isso pode melhorar a experiência do usuário em dispositivos móveis e aumentar a visibilidade de um site nos resultados de pesquisa em dispositivos móveis.


Os lojistas podem otimizar seus sites para dispositivos móveis, usando técnicas como o design responsivo, o AMP (Accelerated Mobile Pages), o PWA (Progressive Web Apps) e o Core Web Vitals. Por exemplo, eles podem usar ferramentas de desenvolvimento para criar sites que se adaptem ao tamanho e à orientação da tela dos dispositivos móveis. Eles também podem usar ferramentas de otimização para criar páginas que carreguem mais rápido, que consumam menos dados e que ofereçam mais funcionalidades em dispositivos móveis. Além disso, eles podem usar ferramentas de medição para avaliar a qualidade do site em termos de carregamento, interatividade e estabilidade.


Conclusão

Uma vez que adentramos o cenário dinâmico do SEO, fica claro que a evolução é a única constante. A recente mudança na política de indexação do Google é uma prova disso, apresentando tanto desafios quanto oportunidades para os profissionais de SEO. Para os lojistas do comércio eletrônico, a adaptação a essas transformações é crucial para permanecerem relevantes e competitivos.


As tendências emergentes, como a crescente influência da Inteligência Artificial (IA) no SEO, destacam a importância de abraçar a inovação. Soluções inovadoras, como a IA da Vurdere, não apenas otimizam o conteúdo, mas também proporcionam uma compreensão mais profunda do comportamento do usuário, permitindo aos lojistas personalizar suas estratégias de SEO de maneira mais eficiente.


Diante desse cenário, fica evidente que a capacidade de adaptação é o diferencial competitivo. Os lojistas que investem na modernização de suas abordagens não apenas superam os desafios impostos pela evolução constante, mas também transformam as dificuldades em oportunidades de crescimento.


Portanto, à medida que nos despedimos deste mergulho nas tendências de SEO para 2024, a nossa mensagem é clara: a evolução é inevitável, e o sucesso está reservado para aqueles que abraçam a mudança com inovação e adaptabilidade.


Impulsione seu SEO com a Vurdere!

Desbloqueie o potencial máximo da sua estratégia de otimização para mecanismos de busca. Clique aqui e agende agora uma demonstração exclusiva para o seu site.

52 visualizações0 comentário

Комментарии


bottom of page