top of page
  • Foto do escritorHigor Barbosa

E-commerce em 2024: O que esperar?


O modelo de vendas online é um dos setores da economia que mais investe em inovações focando em fidelizar seus consumidores. Em 2024, podemos esperar ver algumas mudanças significativas no comportamento dos consumidores, nas tecnologias disponíveis e nas práticas sustentáveis e éticas.


Neste artigo, vamos explorar algumas dessas tendências e como elas podem afetar o mercado do e-commerce.


O comércio social como uma nova forma de vender e comprar online

Uma das principais tendências que devem se consolidar em 2024 é o crescimento do comércio social, ou seja, a venda de produtos e serviços por meio de redes sociais como Facebook, Instagram, TikTok e outras. Essas plataformas permitem que os vendedores criem lojas virtuais integradas aos seus perfis, facilitando o processo de compra para os usuários. Além disso, o comércio social também possibilita uma maior interação entre os consumidores e as marcas, por meio de comentários, avaliações, recomendações e conteúdos gerados pelos próprios usuários. Segundo uma pesquisa da Statista, o valor das vendas globais de comércio social deve atingir 604,5 bilhões de dólares em 2024, um aumento de quase 200% em relação a 2020.


Essa tendência se deve, em parte, à mudança de hábitos dos consumidores, que estão cada vez mais conectados e influenciados pelas redes sociais. Em 2023, o número de usuários de redes sociais no mundo chegou a 4,48 bilhões, representando 56,8% da população global. Grandes varejistas têm investido em criação de comunidades próprias em suas lojas virtuais, com isso podendo alavancar engajamento de seus clientes sem ter o perigo deles serem influenciados por produtos concorrentes. Essa movimentação vem de encontro com a mudança de hábito de compra pelas gerações mais novas e também da necessidade de entendimento de como as conexões são formadas na base de clientes.


A personalização da experiência de compra online com o auxílio IA

Outra tendência que deve ganhar força em 2024 é a personalização da experiência de compra online, com o auxílio da inteligência artificial (IA) e do aprendizado de máquina. Essas tecnologias permitem que os sites de e-commerce analisem o histórico, as preferências e o comportamento dos consumidores, e ofereçam produtos, serviços e ofertas mais adequados às suas necessidades e expectativas, como também, também podem ajudar na otimização dos processos de logística, estoque, atendimento e segurança das lojas online.


De acordo com um relatório da Invezz.com, o mercado global de Inteligência Artificial (IA) está projetando uma transição de US$ 136,55 bilhões em 2022 para uma marca impressionante de US$ 298 bilhões em 2024, isto é, um aumento notável de 109,56%.


Além disso, o mercado internacional de inteligência artificial (IA) registrou um valor aproximado de US$ 87 bilhões em 2022. Entretanto, as previsões já indicam uma expansão significativa, projetando-se que esse valor alcance os US$ 407 bilhões até o final de 2027, revelando um expressivo crescimento anual composto de aproximadamente 36,2% no período de 2022 a 2027. Esse forte aumento é alimentado não apenas pelo avanço tecnológico, mas também pela crescente demanda dos consumidores por uma experiência de compra online mais personalizada e conveniente.


O uso da Realidade Aumentada (RA) e da Realidade Virtual (RV)

Uma terceira tendência que deve se destacar em 2024 é o uso da realidade aumentada (RA) e da realidade virtual (RV) para melhorar a visualização e a imersão dos consumidores nos produtos e serviços oferecidos online. Essas tecnologias permitem que os usuários vejam como os produtos ficariam em seus ambientes, como roupas, móveis, decoração e outros. Também permitem que os usuários experimentem serviços como viagens, entretenimento, educação e outros, de forma mais realista e envolvente. Um estudo da Accenture Interactive indicou que 61% dos consumidores entrevistados disseram que estariam mais inclinados a comprar de uma marca que usa tecnologia imersiva, como realidade aumentada e virtual.


Contribuindo para essa tendência, está o desenvolvimento e à popularização dos dispositivos e das aplicações de RA e de RV, que estão se tornando cada vez mais acessíveis e diversificados. A popularização destas tecnologias imersivas se reflete nos números: segundo a Statista, os dados de 2023 indicam que o mercado de AR & VR está projetado para crescer 12,60% entre 2023 e 2028, resultando em um volume de mercado de US$ 58,1 bilhões em 2028.


O crescimento dos modelos de assinatura

Uma quarta tendência que deve se consolidar em 2024 é o crescimento dos modelos de assinatura no e-commerce, que oferecem aos consumidores a conveniência de receber produtos e serviços de forma recorrente, sem a necessidade de fazer pedidos individuais. Esses modelos podem ser aplicados a diversos segmentos, como alimentação, beleza, saúde, moda, educação, entretenimento e outros. Ao proporcionar uma experiência contínua e sem a necessidade de pedidos individuais, os modelos de assinatura cultivam a fidelidade do cliente, pois a previsibilidade das entregas recorrentes incentiva os consumidores a manterem sua relação com a empresa, contribuindo para um ciclo de vida do cliente mais longo.


De acordo com insights da Statista, mais de 50% dos assinantes de bens domésticos mantiveram suas assinaturas em 2022. À longo prazo, relatórios de mercados estimam que o tamanho do mercado de plataformas de comércio eletrônico por assinatura crescerá a uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) de 68,44% entre 2022 e 2027, o que pode representar oportunidades significativas para as empresas, indicando uma demanda crescente por serviços de assinatura.


A sustentabilidade e a ética nos negócios online

Uma quinta tendência que deve ganhar relevância em 2024 é a preocupação dos consumidores com a sustentabilidade e a ética dos negócios online, que envolve aspectos como o impacto ambiental, social e econômico das atividades de e-commerce. Este movimento é, em grande parte, impulsionado pelos desafios globais enfrentados, como as mudanças climáticas, a desigualdade social, a pobreza e a violação dos direitos humanos.


Nos dias atuais os consumidores estão cada vez mais conscientes e exigentes em relação à origem, à qualidade, à transparência e à responsabilidade das marcas que compram online. Desta forma, ao adotar estratégias fundamentadas pela Sustentabilidade Ambiental, Social e de Governança Corporativa (ESG), as empresas as empresas podem fortalecer laços com os consumidores, conquistar a confiança do público e atender às expectativas emergentes do mercado. Segundo um estudo da IBM, 62% dos consumidores estão dispostos a mudar seus hábitos de compra para reduzir o impacto ambiental, e mais de 50% dos consumidores preferem comprar de marcas que compartilham seus valores.


Conclusão

À medida que nos aproximamos de 2024, as tendências no comércio eletrônico pintam um horizonte dinâmico, repleto de mudanças e promissoras oportunidades. Contudo, é vital destacar que o destino do comércio eletrônico será forjado por aqueles que não apenas seguem, mas também lideram as tendências.


A capacidade de proporcionar aos consumidores uma jornada de compra online mais personalizada, envolvente e impactante será a chave para o sucesso nesse cenário em constante evolução. Estamos diante não apenas de transformações, mas dá oportunidade de moldar o futuro, oferecendo experiências que vão além das expectativas e redefinem o padrão da excelência digital.


Esteja pronto para 2024!

Descubra como a Vurdere pode elevar sua presença online, oferecendo experiências de compra personalizadas e envolventes para seus clientes, enquanto mergulhamos no universo do social commerce. Clique aqui e agende uma demonstração exclusiva para o seu site.

42 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page